Imagem capa - Vai comprar um novo piso para cozinha? Saiba como escolher! por Maíra Onofri
Interiores

Vai comprar um novo piso para cozinha? Saiba como escolher!

Toda reforma exige pesquisa, planejamento e uma boa dose de paciência, e isto não é diferente na escolha do novo piso para cozinha. Com estes três ingredientes bem dosados e um profissional para fazer a gestão do processo, o resultado será incrível.

Pode não parecer uma escolha muito complexa, mas quando as variáveis dos pisos entram em cena muitas dúvidas podem surgir. Como escolher entre estilo, praticidade e preço? É possível encontrar um meio termo em todos estes aspectos?

Neste post traremos algumas considerações essenciais para ajudar na escolha do piso perfeito para sua cozinha. Acompanhe!


Analise a praticidade de limpeza

A diversidade de modelos e estilos de piso para cozinha é inspiradora. É possível traduzir a identidade dos moradores com uma escolha que contemple praticidade e beleza, dos modernos pisos de cimento queimado ao clássico e sempre elegante granito.

A praticidade da limpeza é fundamental para a escolha do piso. É preciso considerar a rotina dos moradores, estrutura familiar e presença de animais domésticos.


Porcelanato

O porcelanato é uma boa opção para cozinha, pois não absorve água e impurezas e é instalado com rejunte fino, que acumula menos sujeira.

É prático de limpar, possui uma variedade de efeitos e um bom custo-benefício.


Granito

O granito é um clássico para cozinhas. É resistente e também não acumula muita sujeira em seu rejunte fino. Como são peças com manchas naturais, a sujeira fica mais disfarçada.


Mármore

Assim como o granito, o mármore também é resistente e possui diversas tonalidades e acabamentos para o chão da cozinha.


Cimento queimado

Tem a grande vantagem de não possuir rejunte, um dos principais acumuladores de sujeira. É muito estiloso, tem um custo/benefício excelente e certa facilidade de limpeza, mas pode manchar com gorduras e outros alimentos por ter uma superfície mais porosa.


Considere o aspecto decorativo do piso para cozinha

Definindo a ponto prático do piso, é preciso pensar no aspecto decorativo, como ele valorizará o ambiente. Neste aspecto é preciso considerar o estilo da cozinha, seu tamanho e iluminação usada no cômodo.

Para uma cozinha americana integrada com outros ambientes, um piso diferente pode ajudar na delimitação do espaço. No caso das cozinhas com pouca iluminação, o piso claro fica mais agradável e funcional na medida que ajuda na propagação da luz artificial.

Não existe uma regra, então, estes aspectos devem ser estudados em um projeto arquitetônico levando em conta não somente os efeitos decorativos, mas também as potencialidades do ambiente.


Pense nas condições climáticas da região

Alguns pisos são mais frios do que outros, e considerando regiões onde as condições climáticas são mais rigorosas, este fator também deverá ser observado.

Em regiões mais quentes, o granito polido ajuda a manter o ambiente mais fresco reduzindo o consumo de energia com aparelhos de ar-condicionado, além de ser muito bonito. Porém, é preciso considerar sua instalação com critério, pois é um piso que pode tornar-se escorregadio.


Questione sobre a facilidade da instalação

Outro aspecto a ser observado é quanto à instalação do piso. Existem várias técnicas que podem ser utilizadas como piso sobre piso, remoção e instalação completa ou sobre manta, e por isto é importante que a mão de obra seja especializada.

Um arquiteto pode assegurar a escolha dos melhores profissionais para a execução da obra, evitando falhas no nivelamento, imperfeições no rejunte e, principalmente, o desperdício de material.


Estude o preço

Por fim, considere o preço das peças e sua facilidade de reposição. Peças exclusivas e diferentes costumam ter um preço maior e também o risco de sair da linha de produção.

O orçamento da obra precisa fazer parte do planejamento inicial e um bom arquiteto ou engenheiro pode calcular a quantidade de materiais e de mão de obra para evitar desperdícios.

Não é preciso tornar a escolha do novo piso para cozinha um processo chato e metódico. Pelo contrário: reformar e dar novas cores e contornos para a casa deve ser prazeroso e estas dicas devem ser usadas apenas para ajudar na escolha!

Gostou destas dicas? Lembrou de alguém que está planejando algumas reformas? Então, compartilhe agora no seu Facebook!