Imagem capa - História e Memória - Curiosidades de Tiradentes por Maíra Onofri
Patrimônio Cultural

História e Memória - Curiosidades de Tiradentes

Quem caminha nas ruas da cidade de Tiradentes/MG, não imagina o lindo Museu que existe na antiga Cadeia da Cidade. O Museu de Sant`Ana é passagem obrigatória para quem visita esta charmosa cidade mineira.


O prédio da Cadeia foi construído por volta de 1730, sendo que em 1829 é atingido por um incêndio, tendo sido restaurado em 1835, conservando estrutura, portais e grades originais. A Cadeia Pública foi construída separada da Casa da Câmara, coisa não habitual para a época. No entanto, suas fachadas foram reconstruídas segundo os padrões neoclássicos que predominavam nos prédios públicos do século XIX, introduzidos pela missão Francesa que chegara à corte em 1816 e consolidados pela Imperial Academia de Belas Artes.


Fonte: http://museudesantana.org.br/conheca/historico/


Se não fosse pelo calabouço protegido por vidro no chão de uma das salas, a cadeia estaria irreconhecível! Hoje o prédio está restaurado de forma moderna e está bem adaptado para receber pessoas com dificuldade de locomoção.


Depois de um longo processo de restauro, o Museu de Sant’Ana recebeu mais de 250 obras da Santa protetora dos lares e da família, bem como dos mineradores. Todas as obras de Sant’Ana foram reunidas por Angela Gutierrez ao longo de 40 anos. O acervo constitui algo singular tanto pela arte religiosa, quanto pela expressão do barroco mineiro.


O Museu é todo acessível e possui lembranças da antiga cadeia, como as portas em ferro e o calabouço, sendo ele hoje, fechado com vidro.

Este espaço cultural é um lugar de contemplação onde a história dialoga com a beleza das obras dentro do acervo.  Os critérios museológicos e museográficos foram o destaque deste projeto, respeitando o edifício e toda sua memória.


Arquivo Maíra Onofri

Arquivo Maíra Onofri


Estas são algumas salas de exposição do Museu de Sant’Ana. Nas diversas regiões do Brasil, Sant’Ana ocupa um lugar privilegiado nos altares das igrejas ou na casa de cada um que a possui. Ela é signo de harmonia e estabilidade para as famílias que buscam a riqueza e a paz. Em Minas, onde tudo é história, a cidade de Tiradentes se projeta como território de memória, cultura e fé.